domingo, 4 de julho de 2010

ESPORTE OU MARKETING ?


Jabulani, vuvuzela, bafana bafana, me lembro das filhas da Baby Consuelo (digo Baby do Brasil): Sarah Sheeva, Nana Sarah, Krishna Baby, Zabelê e o incrível Kriptus Rá Baby, quanto nome esquisito!

Nunca objetos tão simples chamaram tanto a atenção, na copa da Alemanha alguém ouviu falar em nome de bola? Era simplesmente bola e pronto! Até o Cid Moreira tirou uma casquinha (clique aqui para ouvir), é, a Jabulaaaaaanniiiiiiiii chamou mesmo a atenção.

Desta vez eu jurei que não iria ficar estressado nos jogos do Brasil, mas como todo brasileiro que não desiste nunca, caí de novo na besteira de torcer pelo "time" do Brasil.

Mas naquela "partida" (sim entre aspas porque foi partida ao meio mesmo, no primeiro tempo, futebol, raça, gol e no segundo apatia, nervosismo, expulsões) me arrepiei de novo com a mesma sensação das últimas copas onde a seleção foi eliminada, mas desta vez a sensação tinha nome "MICK JAGGER" é, ele estava lá junto com seu filho brasileiro, o mais famoso pé frio confirmou sua tenebrosa presença. até o Cid Moreira aproveitou de novo (clique aqui para ouvir o Mick Jaaaaaaagggeeeeer).

É, de novo fica a sensação frustante: tem ou não tem patrocínios influenciando? Se o brasil fosse hexa nesta copa provavelmente não seria hepta aqui no Brasil e ficaria muito chato perder em casa, mas agora tudo ficou bem, em casa seremos Hexa e tudo vira festa, além do mais a copa 2014 coincide com novas eleiçõs para presidente (conveniente ou não?).

Bem, como nosso assunto é marketing achei que esta copa se superou, vamos pensar que na próxima possamos torcer pela seleção acreditando de verdade que o que vale é a raça, o preparo e a habilidade...

Uma notícia boa restou desta Copa, não precisaremos ver o Maradona pelado!
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...